sábado, 31 de julho de 2010

QUAL O PIOR VENENO?



MANDALA DA PURIFICAÇÃO
Depois, tendo chamado o povo, disse: "Escutai e compreendei bem isto: - Não é o que entra na boca que macula o homem; o que sai da boca do homem é que o macula. -O que sai da boca procede do coração e é o que torna impuro o homem; - porquanto do coração é que partem os maus pensamentos, os assassínios, os adultérios, as fornicações, os latrocínios, os falsos-testemunhos, as blasfêmias e as maledicências. - Essas são as coisas que tornam impuro o homem; o comer sem haver lavado as mãos não é o que o torna impuro." Então, aproximando-se, disseram-lhe seus discípulos: "Sabeis que, ouvindo o que acabais de dizer, os fariseus se escandalizaram?" - Ele, porém, respondeu: "Arrancada será toda planta que meu Pai celestial não plantou. - Deixai-os, são cegos que conduzem cegos; se um cego conduz outro, caem ambos no fosso."( S. Mateus, cap. XV, vv. 1 a 20.)

Não à toa, estou "doente". Hoje vejo que estou mais sã do que tantos. Porque o mal não é o que entra pela boca do homem, que pode ser facilmente colocado pra fora e curado, mas entrar em sintonia com o mal que provém do coração dos homens, não é tão fácil de expurgar, não é tão fácil de se afastar.
A raiva, a intolerancia,o preconceito, o orgulho, o poder, a vaidade, a ignorancia, o desamor, tantos venenos expostos, perambulando por aí, prontos para cairem das suas prateleiras e espatifarem-se na cabeça daqueles que não estiverem atentos.
Vigiai e orai.
Não deixe seu coração se contaminar com as mesquinharias venenosas próprias da humanidade.
Afastai o mal.
Purifica tua alma. Benza-se em águas puras.
Rezai.
Acredite que tua bondade te fortalece, tua misericórdia te enrijece, a couraça que tens é o Amor que plantais na Terra.
Sim estou fraca, meu corpo sente as mazelas de uma pequena indisposição.
Sim, agradeço ao Senhor,que por meio de pequenos contratempos me ajuda a entender o que realmente é veneno pro Homem.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Na companhia dos sons da janela do meu quarto



Três dias deitada no meu quarto, dia e noite.
A cama está macia e quente, o endredom cobre o frio da febre.
Ao meu lado, só meu fiel guardião, Nyck. Cão atento e preocupado.
Não se descuida um só instante.
Se me viro, se tusso, se me descubro, se quase o derrubo, pacientemente volta a posição de guarda, tristonho.
Ler dá dor de cabeça, escutar TV então nem pensar...
Ouço os sons da rua.
Crianças brincam num play.Burburinho, gritos, risos.
Buzinas lá na Barata Ribeiro, buzinas que deveriam anunciar perigo, só denunciam pessoas estressadas, na pressa insensata dos desocupados.
Pessoas falam nos apartamentos próximos, bebes choram, casais brigam, cachorros latem, portas batem, janelas se abrem e se fecham,telefones e campainhas insistentes.
Nas janelas quietas, perdidas nas cidades pequenas, quando um pequeno barulho corta o breu da noite, a gente se assusta.Pode ser um gato no cio, pode ser o vento nas árvores, as gotas de chuva, tudo desperta uma emoção.
Mas nas calejadas janelas das grandes cidades,são tantos os sons misturados,todos se sobrepõe e nenhum incomoda mais: se a criança chora, se o casal briga, se o carro freia, se a ambulância passa, se a porta bate com força, se alguém geme de dor.
Ah! Tenho também a companhia de um pequeno beija-flor.
Bate as asinhas depressa despertando a gata que pula no parapeito.
Sim,a gata também está na cama, finge que nem é com ela, mas também estranha a falta de movimento da casa.
Três dias de cama.
Febril.Enjoada.
Não tem melhor lugar no mundo. Puxo a coberta. Durmo.

A única notícia boa,estou com menos 5 kg!



Desde terça-feira à noite, tenho estado bem ruinzinha. Começou com febre, enjôo, e muita, muita, diarréia.
Não saí da cama na quarta, só para idas sistemáticas ao banheiro.
Ontem fui ao médico, nada a fazer, Imosec e Floratil.
À noite pra completar, a menstruação desceu, depois de 2 meses de seca.
Hoje pelo menos estou conseguindo vir até o computador.
Comi quase nada, umas bananas e um pouco de canja.
Perdi mais de 4 kilos nesta brincadeira, sei que é perda de água, não de gordura, mas de qualquer forma é bom ver os ponteirinhos da balança descerem!
Minha médica é de origem niponica, mestra de yoga, viagens para o Nepal, tem todo um conceito diferente sobre as doenças, e ela falou uma coisa legal, que o organismo está passando por uma purificação.
De uma forma ou de outra, é isto, temos que expurgar as coisas velhas, entranhadas, que não nos interessam mais.
Ficar de molho uns dias e voltar à vida renovada, purificada, beber de outras águas, acreditar em novas coisas, optar pelo novo, pelo que vai nos fazer bem de agora em diante, deixar pra trás lições aprendidas em outros tempos e fazer diferente.
Só temos respostas diferentes se fizermos perguntas diferentes.
Como querer obter resultados diferentes se não houverem mudanças!
As mudanças acontecerão, aguardem!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

A FLUOXETINA



O que são Fluoxetina e Prozac?

Fluoxetina, cujo nome comercial é Prozac, é uma classe de medicamentos chamados inibidores da recaptação da serotonina. Fluoxetina (Prozac) é usada para tratar depressão, desordem obsessiva compulsiva, bulimia nervosa e desordem do pânico
.

Tenho que dar o braço a torcer, depois de cinco dias de uso, entendi que a fluoxetina está me ajudando a comer menos.
Sempre achei que não precisava de calmantes, era uma pessoa tranquila, calma, controlada.
Sempre achei que Prozac era para pessoas depressivas, o que não é o meu caso.
Não sabia que ele funcionaria muito bem para a minha compulsão por doce e comida em geral.
Não tive qualquer sintoma ruim, como enjôo, dor de cabeça, insônia.
E a vontade de comer está muito, muito, melhor.
Não sinto a menor fome. Qualquer coisa me satisfaz e então tenho conseguido manter a dieta, como nunca havia conseguido antes.
A opção por coisas saudáveis aí se torna racional e muito mais fácil!
Exemplo do que venho fazendo:
Café da manhã = 8h pão integral, queijo branco, café com leite depois de comer um prato de sobremesa de frutas as 6h (mamão, banana, pera)
Ao meio dia tomei os chás e shake no Espaço Vida Saudável.
Agora são 17h, estaria varada de fome, mas não.
Comi 2 torradas integrais com queijo branco, tomate e orégano, coloquei no forno elétrico e ficou ótimo!
Estou super satisfeita.
Lá pelas oito vou jantar, arroz, omelete de frango e salada de alface e tomate.
Ainda me sinto gripada, espirrando um pouco e tossindo, por isso não fiz exercício hoje, mas pretendo começar a caminhar regularmente. Ontem, andei só uns quinze minutos e me senti bem cansada.
A pressão também está controlada, 12 x 8, sem tonturas.Tomando 100mg de Aradois.
Em busca da vida saudável, ajudada por um remedinho ou dois...

EM BUSCA DA VIDA MAIS SAUDÁVEL



Receita para não envelhecer após os 40 anos:
• Introduza na sua alimentação produtos integrais, frutas, legumes e verduras
• Reduza o consumo de álcool
• Pratique atividades físicas regularmente.

Receita para não envelhecer após os 50 anos:
• Controle seu nível de colesterol comendo menos carne, manteiga e ovos, e mais peixes.
• Aumente sua ingestão de cálcio comendo laticínios com baixo teor de gordura, vegetais folhosos e tomando leite e bebidas à base de soja.

Receita para não envelhecer após os 60 anos:
• Coma mais frutas e legumes por causa das vitaminas
• Não faça dieta sem orientação médica
• Ingira de um a dois litros de líquidos todos os dias.


10 dicas para envelhecer com saúde

1 - Aproveite a grande variedade de alimentos oferecida pelos supermercados.
2 - Coma batatas e cereais; o trigo integral é o mais nutritivo.
3 - Coma 5 porções de frutas, legumes e verduras todo dia – três porções de legumes/verduras (400 g) e duas de fruta (250 g).
4 - Ingira diariamente leite e laticínios. Coma peixe uma ou duas vezes por semana. Não coma carne nem embutidos demais, e apenas três ovos por semana.
5 - Corte alimentos gordurosos. Prefira óleos e gorduras vegetais.
6 - Seja moderado com o açúcar e o sal. Tempere suas refeições com ervas e outros condimentos.
7 - Ingira pelo menos um litro de líquidos por dia, de preferência água, chá e sucos. Restrinja o consumo de álcool.
8 - Não cozinhe demais os alimentos. Deixe-os no fogo por pouco tempo, a baixas temperaturas, e use pouca água e gordura.
9 – Coma devagar.A mastigação é um dos passos mais importantes da digestão e conseqüentemente da sua alimentação.
10 - Controle seu peso e pratique bastante exercícios físicos.

Dicas retiradas deste ótimo artigo de Seleções. Vale a pena ler tudo
http://www.selecoes.com.br/como_retardar_o_envelhecimento_atrav%C3%A9s_da_alimenta%C3%A7%C3%A3o_saud%C3%A1vel

domingo, 25 de julho de 2010

CHEGANDO A PASSOS LARGOS À 3ª IDADE...




Você com certeza sabe que a idade está avançando quando fica feliz ao adquirir um aparelho digital de medir pressão!
Por módicos R$ 129,00 na Casa e Vídeo sou hoje a sortuda possuidora deste aparelhinho que vai deixar a dose de remédio para hipertensão melhor controlada e me deixar tranquila todos os dias.
Já contei que a médica cardiologista aumentou a dosagem do remédio de 25mg para...100 mg ao dia!
Ela pediu que eu fizesse um controle diário da pressão para acertar na dosagem. Então adquiri o meu primeiro aparelho digital de medir pressão hehehehe
Ele possui memória de até 100 medições que pode ser transferida rapidamente para o computador através de um cabo que eu devo adquirir posteriormente.
Bom, para quem interessar possa, ontem após a compra medi e estava normal 12 por 8, então não tomei o remédio da noite e hoje de manhã medi e estava também normal, 12 por 8, decidi só tomar o remédio (50mg) pela manhã, se a pressão à noitinha se mantiver normal.
Já perdi mais de 1,5kg de terça na endocrinologista para hoje (4 dias).
Minha meta é chegar com menos 10 kg no dia 24/08 na endocrinologista.
Sei que é ousada mas estou me sentindo bem disposta com a pressão nos eixos e a gripe indo embora.
A dieta está seguindo com muitas folhas verdinhas e frango no grill, pão integral, queijo branco e frutas.
A meta maior é chegar a 3ª idade mais disposta do que tenho estado durante a maior parte dos 35/40, e com o físico melhor também!
Então brincadeiras à parte, viva os aparelhinhos e os remedinhos que ajudarão no intento!

sábado, 24 de julho de 2010

Ser mãe é...


...Esquecer de tudo mais quando seu filho fica doente.
Nada mais existe no mundo, só a vontade de transferir para si mesma a dor, a indisposição, o medo, o desconforto ou qualquer outro sintoma do seu filho.
Esquecemos nossas próprias dores e indisposições, o sono, a fome, e ficanos ali velando o nosso filhinho seja ele um bebê ou já seja um marmanjão!
Pois é assim que eu estou me sentindo.
Breno não é de ficar doente, desde bebê, ele é saudável e poucas noites passei preocupada.
Nada de hospitais, mesmo para pequenas luxações e fraturas normais de moleque.
Deu uns pontinhos na testa uma vez por uma brincadeira boba.
Perfurou(ei) o tímpano uma vez com cotonetes.
E no mais só sarampo bem fraquinho, gripes mais fortes, indisposições estomacais.
Meu filhote está maior do que eu, bem grandão mesmo, e ontem teve febre, diarréia, vômitos,não comeu nada, até água era colocada pra fora.
Pronto, acendeu-se o alerta vermelho da mãe preocupada. Médico, remédios e orações, nunca são suficientes.
Aquele garotão disposto e bagunceiro, sempre com aquela malcriação própria de adolescente na língua afiada pra me irritar, se transformou novamente no meu bebezão frágil, que quer colinho, coceirinha, maçã raspadinha dada na boca.
Como todo homem, é mais frágil para dor, choraminga, geme, faz drama por qualquer coisinha.
E nós mães, sempre prontas para consolar, massagear, fazer papinha, fazer carinho até o sono chegar.
Daqui há pouco, a dor vai embora, e ele se esquece, e a gente volta a ser a mãe chaaataaa, que pega no pé pra não colocar as coisas no chão, não bater bola em casa, não tocar tão alto a guitarra, dar descarga, levantar a tampa do vaso, não ficar tanto tempo no computador, abaixar o volume do game cheio de tiros...
E depois mais uma vez prometer que não faz de novo, desculpa mãe, te amo!
Te amo também, meu filho!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

NINA E NICHOLAS NO EGO.COM



Sempre que vem ao Brasil esta Nina dá um jeito de aparecer na mídia.
A sortuda, apaixonada pelo Bruno Gagliasso, encontrou com ele ontem no aeroporto Santos Dumont. Enquanto tirava fotos, o paparazzi também tirou e hoje está na EGO.COM, meus dois sobrinhos nesta foto acima.

Para lerem a noticia completa, copie o link abaixo:
http://ego.globo.com/Gente/Noticias/0,,MUL1608465-9798,00-BRUNO+GAGLIASSO+TIRA+FOTO+COM+FAS+MIRINS+EM+AEROPORTO.html


ESTA FOTO FOI O BRENO QUEM TIROU DO SEU CELULAR.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

PRA DESCONTRAIR



*POEMA ESCRITO POR ELE:*


Que feliz sou eu, meu amor!*
Já, já estaremos casados,*
O café da manhã na cama,*
Um bom suco e um pão torrado*

Com ovos bem mexidinhos*
Tudo pronto bem cedinho*
Depois irei para o trabalho*
E você para o mercado*

Daí você corre pra casa*
Rapidinho arruma tudo*
E corre pro seu trabalho*
Para começar o seu turno*




Você sabe que de noite*
Gosto de jantar bem cedo*
De ver você bem bonita*
Alegre e sorridente*

Pela noite minisséries*
Cineminha bem barato*
Nada, nada de shoppings*
Nem de restaurantes caros*

Você vai cozinhar pra mim*
Comidinhas bem caseiras*
Pois não sou dessas pessoas*
Que gosta de comer besteiras....*

Você não acha, querida*
Que esses dias serão gloriosos?*
Não se esqueça, meu amor*
Que logo seremos esposos!*



*POEMA ESCRITO POR ELA*

Que sincero meu amor!*
Que oportunas tuas palavras!*
Esperas tanto de mim*
Que me sinto intimidada*

Não sei fazer ovo mexido*
Como sua mãe adorada,*
Meu pão torrado se queima*
De cozinha não sei nada!*

Gosto muito de dormir*
Até tarde, relaxada*
Ir ao shopping fazer compras*
Com o Visa tarja dourada*

Sair com minhas amigas,*
Comprar só roupa de marca*
Sapatos só exclusivos*
E as lingeries mais caras*

Pense bem, que ainda há tempo*
A igreja não está paga*
Eu devolvo meu vestido*
E você seu terno de gala*

E domingo bem cedinho*
Prá começar a semana,*
Ponha aviso num jornal*
Com letras bem destacadas:

HOMEM JOVEM E BONITO*
PROCURA ESCRAVA BEM LERDA*
PORQUE SUA EX-FUTURA ESPOSA*
O MANDOU IR À MERDA

quarta-feira, 21 de julho de 2010

SÁBIA NATUREZA! MAMÃO PAPAIA.




O mamão (Carica papaya), originário da América Tropical, é uma das melhores
frutas do mundo, tanto pelo seu valor nutritivo, como pelo poder medicinal.

Cada parte desta planta é preciosa, a começar pelo tronco! De sua parte
interna, retira-se uma polpa que – depois de ralada e seca – assemelha-se ao
coco ralado. É rica em propriedades nutritivas e aproveitada em alguns
lugares no preparo de deliciosas rapaduras.


O cozimento das raízes dá um tônico para os nervos, e é também remédio para
as hemorragias renais.

As folhas do mamoeiro, após secas à sombra, têm aplicação no preparo de
agradável chá digestivo que pode ser dado livremente às crianças, pois não
contém cafeína.

O suco leitoso extraído das folhas é o vermífugo mais enérgico que se
conhece. Usa-se diluído em água. Ainda é digestivo e cura feridas. Em
diversos lugares, a medicina popular o utiliza para tratar eczemas,verrugas
e úlceras.

Os índios preparam a carne envolvendo-a com folhas de mamoeiro por algumas
horas antes de levá-la ao fogo. Este processo amacia a carne.

Com as flores do mamoeiro macho prepara-se um maravilhoso xarope que combate
a rouquidão, tosse, bronquite, gripe e indisposições gástricas causadas por
resfriados.
Coloca-se um punhado de flores, com um pouco de mel em vasilha resistente ao
calor, mas que não seja de alumínio. Acrescenta-se um copo de água fervendo,
tapando-se bem. Depois de esfriar, toma-se às colheradas, de hora em hora.

Com o fruto verde faz-se um doce maravilhoso. Pode-se também
prepará-lo ensopado ou ao molho branco. É uma iguaria!

O mamão maduro é altamente digestivo (cada grama de papaína – fermento
solúvel contido no fruto digere 200g de proteína); tem mais vitamina C que a
laranja e o limão; contribui para o equilíbrio ácido-alcalino do organismo;
é diurético, emoliente, laxante e refrescante; cura prisão de ventre crônica
comido em jejum; pela manhã, faz bem ao estômago; é eficaz contra a diabete,
asma e icterícia; bom depurativo do sangue;
não pode faltar na alimentação da criança, pois favorece o seu
crescimento.

Depois de comer-se o mamão, esfrega-se a parte interna da casca sobre a pele
para tirar manchas, suavizar a pele áspera e eliminar rugas.

Mastigar de 10 a 15 sementes frescas elimina vermes intestinais, regenera o
fígado e limpa o estômago. Comidas em quantidade, são eficazes contra câncer
e tuberculose.

Faltava dizer que qualquer uso que se faça de qualquer parte desta planta,
traz consigo uma ação vermífuga poderosa, o que bastaria para destacar sua
importância.

Melhor que consumir frutos do supermercado (colhidos verdes e
amadurecidos à força no carbureto), é colhê-los já maduros no pé, no próprio
quintal pois além disso serão livres de agrotóxicos.

Num espaço bem apertado cabem vários mamoeiros. Eles gostam de terra boa,
bem adubada. Por exemplo, com lixo de cozinha ou com uma "Boca da Terra".

O consumo do mamão é recomendado pelos nutricionistas por se
constituir em um alimento rico em licopeno (média de 3,39mg em 100gr),
vitamina C e minerais importantes para o organismo.

Quanto mais maduro, é maior a concentração desses nutrientes.

terça-feira, 20 de julho de 2010

DE NOVO NOS TRILHOS



Hoje fui a endocrino e a cardiologista.
Resultado: de volta aos trilhos.
A Dra. Priscila, cardio, mudou e quadriplicou a minha dosagem diaria de losartana, remédio para pressão alta.
A Dra. Helena, escutou mais uma vez minha ladainha, passou o pedido de hemograma completíssimo, receitou fluoxetina para a boquinha nervosa, e disse que por enquanto eu não posso tomar nenhum outro remédio para emagrecer, por causa da pressão alta.
Volto nas duas dia 24/08, com o resultado dos exames e com muitos kilos a menos, espero!
Acho que o calmantinho vai ajudar, e a mudança da dosagem do remedio era necessária.
Vou ver se passam as tonturas.
Agora falta a ginecologista, a mamografia.
Hoje senti dores na coluna, o peso está demais. Sinto-me inchada, como antes de menstruar, sem menstruar. Os hormonios alterados pela pré-menopausa estão me deixando numa TPM infinita... 2 meses sem menstruar, eu que era tão certinha!
Bom, vamos com calma.
A Dra. Helena me pediu para fazer o shake só no almoço, tomar um café com pão integral, queijo, fruta, comer mais verduras, as folhas devem aparecer mais na minha alimentação. Não tenho problemas com as frutas e legumes, mas folhas...
De qualquer forma, amanhã começo o dia com uma ida ao Hortifruti.
Já deixei na geladeira gelatina diet e pudim diet, que fiz agora a noite para quando a vontade de doce pintar.
Hoje tomei shake no café e no almoço, e no jantar arroz integral, peito de frango, puré de abobora (congelado que eu tinha no freezer), mais tarde comi uma maçã.
A Nádia me mandou um link de um site americano:http://www.sparkpeople.com/resource/motivation_articles.asp?id=1393
Acho que meu inglês não é suficiente para acompanhar.
Mas vou tentar ver se apreendo alguma dica.
Obrigada pela força.
E vamos em frente!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Essa eu tive que reproduzir...




ESCUTATÓRIA

Rubem Alves



Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de escutatória. Todo mundo quer aprender a falar. Ninguém quer aprender a ouvir. Pensei em oferecer um curso de escutatória. Mas acho que ninguém vai se matricular.

Escutar é complicado e sutil. Diz o Alberto Caeiro que “não é bastante não ser cego para ver as árvores e as flores. É preciso também não ter filosofia nenhuma“. Filosofia é um monte de idéias, dentro da cabeça, sobre como são as coisas. Aí a gente que não é cego abre os olhos. Diante de nós, fora da cabeça, nos campos e matas, estão as árvores e as flores. Ver é colocar dentro da cabeça aquilo que existe fora. O cego não vê porque as janelas dele estão fechadas. O que está fora não consegue entrar. A gente não é cego. As árvores e as flores entram. Mas - coitadinhas delas - entram e caem num mar de idéias. São misturadas nas palavras da filosofia que mora em nós. Perdem a sua simplicidade de existir. Ficam outras coisas. Então, o que vemos não são as árvores e as flores. Para se ver e preciso que a cabeça esteja vazia.

Faz muito tempo, nunca me esqueci. Eu ia de ônibus. Atrás, duas mulheres conversavam. Uma delas contava para a amiga os seus sofrimentos. (Contou-me uma amiga, nordestina, que o jogo que as mulheres do Nordeste gostam de fazer quando conversam umas com as outras é comparar sofrimentos. Quanto maior o sofrimento, mais bonitas são a mulher e a sua vida. Conversar é a arte de produzir-se literariamente como mulher de sofrimentos. Acho que foi lá que a ópera foi inventada. A alma é uma literatura. É nisso que se baseia a psicanálise...) Voltando ao ônibus. Falavam de sofrimentos. Uma delas contava do marido hospitalizado, dos médicos, dos exames complicados, das injeções na veia - a enfermeira nunca acertava -, dos vômitos e das urinas. Era um relato comovente de dor. Até que o relato chegou ao fim, esperando, evidentemente, o aplauso, a admiração, uma palavra de acolhimento na alma da outra que, supostamente, ouvia. Mas o que a sofredora ouviu foi o seguinte: “Mas isso não é nada...“ A segunda iniciou, então, uma história de sofrimentos incomparavelmente mais terríveis e dignos de uma ópera que os sofrimentos da primeira.

Parafraseio o Alberto Caeiro: “Não é bastante ter ouvidos para se ouvir o que é dito. É preciso também que haja silêncio dentro da alma.“ Daí a dificuldade: a gente não agüenta ouvir o que o outro diz sem logo dar um palpite melhor, sem misturar o que ele diz com aquilo que a gente tem a dizer. Como se aquilo que ele diz não fosse digno de descansada consideração e precisasse ser complementado por aquilo que a gente tem a dizer, que é muito melhor. No fundo somos todos iguais às duas mulheres do ônibus. Certo estava Lichtenberg - citado por Murilo Mendes: “Há quem não ouça até que lhe cortem as orelhas.“ Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil da nossa arrogância e vaidade: no fundo, somos os mais bonitos...

Tenho um velho amigo, Jovelino, que se mudou para os Estados Unidos, estimulado pela revolução de 64. Pastor protestante (não “evangélico“), foi trabalhar num programa educacional da Igreja Presbiteriana USA, voltado para minorias. Contou-me de sua experiência com os índios. As reuniões são estranhas. Reunidos os participantes, ninguém fala. Há um longo, longo silêncio. (Os pianistas, antes de iniciar o concerto, diante do piano, ficam assentados em silêncio, como se estivessem orando. Não rezando. Reza é falatório para não ouvir. Orando. Abrindo vazios de silêncio. Expulsando todas as idéias estranhas. Também para se tocar piano é preciso não ter filosofia nenhuma). Todos em silêncio, à espera do pensamento essencial. Aí, de repente, alguém fala. Curto. Todos ouvem. Terminada a fala, novo silêncio. Falar logo em seguida seria um grande desrespeito. Pois o outro falou os seus pensamentos, pensamentos que julgava essenciais. Sendo dele, os pensamentos não são meus. São-me estranhos. Comida que é preciso digerir. Digerir leva tempo. É preciso tempo para entender o que o outro falou. Se falo logo a seguir são duas as possibilidades. Primeira: “Fiquei em silêncio só por delicadeza. Na verdade, não ouvi o que você falou. Enquanto você falava eu pensava nas coisas que eu iria falar quando você terminasse sua (tola) fala. Falo como se você não tivesse falado.“ Segunda: “Ouvi o que você falou. Mas isso que você falou como novidade eu já pensei há muito tempo. É coisa velha para mim. Tanto que nem preciso pensar sobre o que você falou.“ Em ambos os casos estou chamando o outro de tolo. O que é pior que uma bofetada. O longo silêncio quer dizer: “Estou ponderando cuidadosamente tudo aquilo que você falou.“ E assim vai a reunião.

Há grupos religiosos cuja liturgia consiste de silêncio. Faz alguns anos passei uma semana num mosteiro na Suíça, Grand Champs. Eu e algumas outras pessoas ali estávamos para, juntos, escrever um livro. Era uma antiga fazenda. Velhas construções, não me esqueço da água no chafariz onde as pombas vinham beber. Havia uma disciplina de silêncio, não total, mas de uma fala mínima. O que me deu enorme prazer às refeições. Não tinha a obrigação de manter uma conversa com meus vizinhos de mesa. Podia comer pensando na comida. Também para comer é preciso não ter filosofia. Não ter obrigação de falar é uma felicidade. Mas logo fui informado de que parte da disciplina do mosteiro era participar da liturgia três vezes por dia: às 7 da manhã, ao meio-dia e às 6 da tarde. Estremeci de medo. Mas obedeci. O lugar sagrado era um velho celeiro, todo de madeira, teto muito alto. Escuro. Haviam aberto buracos na madeira, ali colocando vidros de várias cores. Era uma atmosfera de luz mortiça, iluminado por algumas velas sobre o altar, uma mesa simples com um ícone oriental de Cristo. Uns poucos bancos arranjados em “U“ definiam um amplo espaço vazio, no centro, onde quem quisesse podia se assentar numa almofada, sobre um tapete. Cheguei alguns minutos antes da hora marcada. Era um grande silêncio. Muito frio, nuvens escuras cobriam o céu e corriam, levadas por um vento impetuoso que descia dos Alpes. A força do vento era tanta que o velho celeiro torcia e rangia, como se fosse um navio de madeira num mar agitado. O vento batia nas macieiras nuas do pomar e o barulho era como o de ondas que se quebram. Estranhei. Os suíços são sempre pontuais. A liturgia não começava. E ninguém tomava providências. Todos continuavam do mesmo jeito, sem nada fazer. Ninguém que se levantasse para dizer: “Meus irmãos, vamos cantar o hino...“ Cinco minutos, dez, quinze. Só depois de vinte minutos é que eu, estúpido, percebi que tudo já se iniciara vinte minutos antes. As pessoas estavam lá para se alimentar de silêncio. E eu comecei a me alimentar de silêncio também. Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. Ausência de pensamentos. E aí, quando se faz o silêncio dentro, a gente começa a ouvir coisas que não ouvia. Eu comecei a ouvir. Fernando Pessoa conhecia a experiência, e se referia a algo que se ouve nos interstícios das palavras, no lugar onde não há palavras. E música, melodia que não havia e que quando ouvida nos faz chorar. A música acontece no silêncio. É preciso que todos os ruídos cessem. No silêncio, abrem-se as portas de um mundo encantado que mora em nós - como no poema de Mallarmé, A catedral submersa, que Debussy musicou. A alma é uma catedral submersa. No fundo do mar - quem faz mergulho sabe - a boca fica fechada. Somos todos olhos e ouvidos. Me veio agora a idéia de que, talvez, essa seja a essência da experiência religiosa - quando ficamos mudos, sem fala. Aí, livres dos ruídos do falatório e dos saberes da filosofia, ouvimos a melodia que não havia, que de tão linda nos faz chorar. Para mim Deus é isto: a beleza que se ouve no silêncio. Daí a importância de saber ouvir os outros: a beleza mora lá também. Comunhão é quando a beleza do outro e a beleza da gente se juntam num contraponto... (O amor que acende a lua, pág. 65.)


_____________

domingo, 18 de julho de 2010

Apesar da gripe ou será resfriado?





A gripe é uma infecção causada pelo vírus Influenza. Transmitida por via respiratória, é altamente contagiosa, pois quando uma pessoa gripada espirra ou tosse, espalha no ar os vírus que podem ser inalados por qualquer pessoa que esteja por perto.

Os sintomas da gripe são conhecidos e bem definidos, mas muitas vezes, a gripe é confundida com o resfriado – também provocado por vírus – mas outros que não o influenza e que produzem sintomas mais brandos.

Bom depois desta aula, e ainda em dúvida, o que eu quero contar é que, apesar de estar tossindo, com a garganta inflamada e o nariz escorrendo (não sei se é gripe ou resfriado hehehe), depois de um fim-de-semana, descansando muiito, escondida do frio e da chuva que assola o Rio, estou me sentindo bem!
Sabe, aquela zonzeira, aquela sensação de estar flutuando ou ter bebido todas ou fumado unzinho...passou.
Estou aqui e agora, inteirinha, de novo!
Claro com gripe, o que não me preocupa.
É como se voltasse aos eixos.
Se for coluna, o tempão que passei deitada fez melhorar.
Se for pressão, também parece que estabilizou.
Terça vou continuar a ida aos médicos.
Sexta fui ao Otorrino, fiz pela primeira vez testes audiométricos e...escuto 100%.
Labirintite está fora!
Aliás adoro aquela frase, melhor ouvir isto que ser surdo!

CULINARISTA REGINA DIAS - II





CONTRA-FILÉ COM MACARRÃO INTEGRAL

Curtindo a nova aquisição. meu grill quadrado vermelhinho, fiz um contra-filé e depois joguei o macarrão integral pré-cozido na água e sal, misturei com o suco que extraí da carne, um pouco (tipo 1 colher de sopa) de creme de leite light e uma fatia de mussarela picada à grosso.
Delicioso.
Prático, a cozinha está limpinha, o fogão sem gordura, estou adorando a nova aquisição.
Limpando só com uma esponjinha úmida e papel toalha.

sábado, 17 de julho de 2010

Simone e o ZumbaFitness.com



Minha irmã Simone entrou em aulas de Zumba. Zumba? Nunca tinha ouvido falar.
Bom, os americanos resolveram juntar os ritmos latinos com ginastica e eis o Zumba!
Nada melhor para perder calorias se divertindo, acho que agora ela vai entrar em forma novamente.
Como a Simone sempre dançou esta é a maneira natural dela se exercitar, mas eu não sei dançar, nenhum ritmo, nem samba.
Estou feliz dela encontrar perto de casa esta idéia nova para emagrecer e se divertir.
Quando estamos sem as crianças, começamos a nos exergar um pouco melhor, né?
As crianças estão aqui no Brasil de férias.
Voltando pro meu caso, a dança está fora de cogitação,mas gostaria de encontrar também algum exercício divertido para praticar.
Terça vou a endocrinologista, preciso de alguém para dar uma forcinha, já se passaram alguns meses e o processo está muiiito lento. Esta coisa de perder e achar tudo de volta está cansando.
Adquiri um grill quadrado com tampa, que chegou hoje. A idéia é cozinhar sem gordura, dá para fazer legumes,carnes, risotos...
Vou tentar.



Meu grill vermelhinho! Quem tiver receitas e idéias me mande,por favor!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

ORGULHO DE SER RUBRO NEGRO



REPRODUZO ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL O GLOBO E QUE DIZ TUDO QUE NÓS TORCEDORES QUEREMOS DIZER NESTA HORA.

Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer!
Mais de 35 milhões de pessoas cantam com orgulho nosso hino. O Flamengo é uma nação que nasceu dentro de outra. E, como toda nação, escreve sua história com grandeza e fragilidades, tem os seus heróis e seus vilões, mártires e traidores.

O Flamengo democratiza porque não distingue classes, irmana homens e mulheres, ricos e pobres, negros e brancos, doutores e iletrados. Ele sai às ruas, não se fecha em sedes, sobe os morros, cruza fronteiras, vence o tempo e as distâncias, a todos os seus filhos aproxima, no sentimento de uma só paixão.

Em 15 de novembro de 1895, quando foi fundado o Flamengo, algo mágico ocorreu, um destes inexplicáveis momentos que constroem a eternidade, que rompem a simples cronologia do tempo, e que são a centelha de energia que faz e que escreve a história das nações.

Espraiou-se pelo país a mística rubro-negra, como uma epidemia às avessas, uma epidemia do bem, com a contaminação do orgulho de ser Flamengo.

Ser Flamengo é um determinismo biológico. Nós nascemos rubro-negros, crescemos rubro-negros e morremos rubro-negros. Ele é sonho que se sonha nas arquibancadas e nos palácios, é remanso e corredeira, realidade e utopia, o ontem e o amanhã, porque, para nós, rubro-negros, ele é tudo.

O Flamengo não se explica, nem se define. Apenas se sente, como são sentidas as paixões. Ele não se oferece a nós, nós é que nos oferecemos a ele. Não nos cobra a vida, nós é que lhe doamos o corpo e a alma.

O lamentável episódio que envolve o goleiro Bruno atinge, como não poderia deixar de ser, o Flamengo, mas deve ser compreendido em suas reais e jurídicas dimensões. Não se pode condenar o Brasil porque tivemos um Calabar, nem a Alemanha pelo que fez Hitler. Judas não tornou desprezível a raça humana.

Bruno, seja o que tenha feito, e apesar das glórias e títulos que nos ajudou a conquistar, não é o Flamengo e não age em seu nome. O Flamengo também é Zico, Junior, Zizinho, Andrade e Rondinelli. É ainda César Cielo, Patrícia Amorim (natação), Oscar Schmidt, Marcelinho (basquete), Buck (remo), Diego e Daniele Hypólito (ginástica olímpica), e tantos outros que construíram sua grandeza, conquistando títulos nacionais e internacionais.

São milhões de torcedores, que comemoram com orgulho as vitórias e sofrem estoicamente as derrotas. As inúmeras piadas, perversas e de mau gosto, que circulam pela internet, não atingem apenas o Flamengo, que está muito acima delas, mas desrespeitam muito mais a dor dos que amavam a vítima e amesquinham quem as cria ou as transmitem na censurável comemoração do macabro e da desgraça.

O Flamengo sofre e sangra com a vítima, não brinca com o crime, não absolve os culpados, mas não pode ser com eles condenado. Bruno, ou quem quer que seja, jamais conseguirá matar o Flamengo!

(Sylvio Capanema é presidente do Conselho Deliberativo do Flamengo)

quarta-feira, 14 de julho de 2010

TO BE FAT LIKE ME




Ontem vi um filme, "To be fat like me", em português eles amenizaram e traduziram como Gordinha como eu. É um filminho da tarde, pra TV, mas tinha mensagens interessantes para nós, gordinhos.
A estória é sobre uma menina linda e magra, jogadora de softball no colégio e que tem mãe e irmão gordos, a mãe inclusive já havia tido um infarto. Para poder ter grana para faculdade, ela faz um filme e se veste de gorda para poder perceber quais as verdadeiras dificuldades das pessoas obesas.
Bom, o filme tem toques bem legais, se você tiver oportunidade de ver, veja.
O que eu quero falar mesmo é de uma parte onde a amiga, gorda de verdade,explica para ela:
"- A pessoa alcóolatra pode ficar longe dos bares, o fumante longe dos cigarros, mas nós gordos precisamos encarar a comida 3 vezes ao dia!"
Eureka, claro que eu já sabia, mas dá pra entender que nós precisamos controlar nossa "compulsão", nosso "vício",convivendo com ele, todos os dias, 3 vezes por dia.
Haja controle!
Trabalho há uma quadra de casa, nesta quadra eu passo por 1 padaria, 2 confeitarias, 1 casa de mate e pão de queijo, 1 loja de suco com pizzas e salgados. Muitas tentações.
Depois você vai se servir num restaurante à kilo, e não pode nem olhar o que tem do outro lado da parte de frios e saladas, senão...
Almoços, churrascos, Natal, Ano Novo, Páscoa, aniversários tudo gira em torno de comida. E você driblando doces, salgados, refrigerantes, etc
A Fernanda outro dia em seu blog pediu que as pessoas pensassem nos que estão de dieta, quando chamassem pra uma festinha de aniversário, pra um churrasco, etc
Não custa colocar umas saladinhas,uns sanduichinhos naturebas...
É estamos cada vez mais ociosos com mais facilidades para tudo e isto gerando mais obesidade.
A luta é árdua, mas continua!


terça-feira, 13 de julho de 2010

IDADE DO CONDOR - DOR AQUI, ALI E ACOLÁ




Estou aqui me debatendo em dúvidas, vou pro trabalho ou pro médico?
Tossindo, a garganta dói e a zonzeira não melhorou.
Sempre acho que tomar um banho e ir trabalhar melhora 50%.
Sempre à tarde, depois de ficar no ar condicionado e trabalhar feito um burro de carga pioro 100%.
Nesta equação, a resposta tem duas raízes, ou cura ou cai de vez!
Não gosto de ir a médico, é um mal de família, salvo excessões (papai e Breno).
Acredito que quem procura acha, e não gosto de perder tempo em médicos, exames, etc.
Também nunca sei avaliar meus sintomas, o que estou sentindo? Mal estar geral.
O médico fica me olhando esperando os sintomas pra dar o veredicto e eu ali meio confusa, sem saber onde dói, se é pontada, se a cabeça roda ou a sensação é de desmaio.
Na verdade quando penso tudo dói, não não dói quando eu penso, pensar não dói, até gosto.
Quis dizer que estou na fase do Condor, este pássaro lindo aí em cima.
Os braços doem.(LER)
As costas doem. (lordose, escoliose, diferença na bacia)
Os joelhos doem. (obesidade)
A cabeça dói. (pressão alta,dívidas,trabalho estressante)
A barriga dói. (cheia de besteiras mal digeridas)

Então a gente vai ao médico, e ele olha de cima abaixo e diz: - Precisa emagrecer.
- Ah, é? Me conta outra novidade.
Lá em casa tem espelho, viu?
Tô aqui no médico pra saber o que não está óbvio, pra dizer que preciso emagrecer não preciso de médico, basta mãe, filho, vizinho, porteiro, cliente, chefe, todos dizem sem a menor cerimônia. - Regina, você precisa perder peso!
- Ah, é? Pois eu não procurei por nenhum deles e eles vieram assim num piscar de olhos, e quando eu forço a barra e perco alguns, eles sempre encontram rapidinho o caminho de volta, que nem o João e a Maria da estorinha infantil, eles vão marcando o caminho com grãozinhos de feijão, arroz, batata frita...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Piadinha

MARINA SILVA -



A FOME DE MARINA
Por José Ribamar Bessa Freire*


Há pouco, Caetano Veloso descartou do seu horizonte eleitoral o presidente Lula da Silva, justificando: “Lula é analfabeto”. Por isso, o cantor baiano aderiu à candidatura da senadora Marina da Silva, que tem diploma universitário. Agora, vem a roqueira Rita Lee dizendo que nem assim vota em Marina para presidente, “porque ela tem cara de quem está com fome”.
Os Silva não têm saída: se correr o Caetano pega, se ficar a Rita come.
Tais declarações são espantosas, porque foram feitas não por pistoleiros truculentos, mas por dois artistas refinados, sensíveis e contestadores, cujas músicas nos embalam e nos ajudam a compreender a aventura da existência humana.
Num país dominado durante cinco séculos por bacharéis cevados, roliços e enxudiosos, eles naturalizaram o canudo de papel e a banha como requisitos indispensáveis ao exercício de governar, para o qual os Silva, por serem iletrados e subnutridos, estariam despreparados.
Caetano Veloso e Rita Lee foram levianos, deselegantes e preconceituosos. Ofenderam o povo brasileiro, que abriga, afinal, uma multidão de silvas famélicos e desescolarizados.
De um lado, reforçam a ideia burra e cartorial de que o saber só existe se for sacramentado pela escola e que tal saber é condição sine qua non para o exercício do poder. De outro, pecam querendo nos fazer acreditar que quem está com fome carece de qualidades para o exercício da representação política.
A rainha do rock, debochada, irreverente e crítica, a quem todos admiramos, dessa vez pisou na bola. Feio.“Venenosa! Êh êh êh êh êh!/ Erva venenosa, êh êh êh êh êh!/ É pior do que cobra cascavel/ O seu veneno é cruel…/ Deus do céu!/ Como ela é maldosa!”.
Nenhum dos dois - nem Caetano, nem Rita - têm tutano para entender esse Brasil profundo que os silvas representam.
A senadora Marina da Silva tem mesmo cara de quem está com fome? Ou se trata de um preconceito da roqueira, que só vê desnutrição ali onde nós vemos uma beleza frágil e sofrida de Frida Kahlo, com seu cabelo amarrado em um coque, seus vestidos longos e seu inevitável xale? Talvez Rita Lee tenha razão em ver fome na cara de Marina, mas se trata de uma fome plural, cuja geografia precisa ser delineada. Se for fome, é fome de quê?
O mapa da fome
A primeira fome de Marina é, efetivamente, fome de comida, fome que roeu sua infância de menina seringueira, quando comeu a macaxeira que o capiroto ralou. Traz em seu rosto as marcas da pobreza, de uma fome crônica que nasceu com ela na colocação de Breu Velho, dentro do Seringal Bagaço, no Acre.
Órfã da mãe ainda menina, acordava de madrugada, andava quilômetros para cortar seringa, fazia roça, remava, carregava água, pescava e até caçava. Três de seus irmãos não aguentaram e acabaram aumentando o alto índice de mortalidade infantil.
Com seus 53 quilos atuais, a segunda fome de Marina é dos alimentos que, mesmo agora, com salário de senadora, não pode usufruir: carne vermelha, frutos do mar, lactose, condimentos e uma longa lista de uma rigorosa dieta prescrita pelos médicos, em razão de doenças contraídas quando cortava seringa no meio da floresta. Aos seis anos, ela teve o sangue contaminado por mercúrio. Contraiu cinco malárias, três hepatites e uma leishmaniose.
A fome de conhecimentos é a terceira fome de Marina. Não havia escolas no seringal. Ela adquiriu os saberes da floresta através da experiência e do mundo mágico da oralidade. Quando contraiu hepatite, aos 16 anos, foi para a cidade em busca de tratamento médico e aí mitigou o apetite por novos saberes nas aulas do Mobral e no curso de Educação Integrada, onde aprendeu a ler e escrever.
Fez os supletivos de 1º e 2º graus e depois o vestibular para o Curso de História da Universidade Federal do Acre, trabalhando como empregada doméstica, lavando roupa, cozinhando, faxinando.
Fome e sede de justiça: essa é sua quarta fome. Para saciá-la, militou nas Comunidades Eclesiais de Base, na associação de moradores de seu bairro, no movimento estudantil e sindical. Junto com Chico Mendes, fundou a CUT no Acre e depois ajudou a construir o PT.
Exerceu dois mandatos de vereadora em Rio Branco , quando devolveu o dinheiro das mordomias legais, mas escandalosas, forçando os demais vereadores a fazerem o mesmo. Elegeu-se deputada estadual e depois senadora, também por dois mandatos, defendendo os índios, os trabalhadores rurais e os povos da floresta.
Quem viveu da floresta, não quer que a floresta morra. A cidadania ambiental faz parte da sua quinta fome. Ministra do Meio Ambiente, ela criou o Serviço Florestal Brasileiro e o Fundo de Desenvolvimento para gerir as florestas e estimular o manejo florestal.
Combateu, através do Ibama, as atividades predatórias. Reduziu, em três anos, o desmatamento da Amazônia de 57%, com a apreensão de um milhão de metros cúbicos de madeira, prisão de mais 700 criminosos ambientais, desmonte de mais de 1,5 mil empresas ilegais e inibição de 37 mil propriedades de grilagem.
Tudo vira bosta
Esse é o retrato das fomes de Marina da Silva que - na voz de Rita Lee - a descredencia para o exercício da presidência da República porque, no frigir dos ovos, “o ovo frito, o caviar e o cozido/ a buchada e o cabrito/ o cinzento e o colorido/ a ditadura e o oprimido/ o prometido e não cumprido/ e o programa do partido: tudo vira bosta”.
Lendo a declaração da roqueira, é o caso de devolver-lhe a letra de outra música - ‘Se Manca’ - dizendo a ela: “Nem sou Lacan/ pra te botar no divã/ e ouvir sua merda/ Se manca, neném!/ Gente mala a gente trata com desdém/ Se manca, neném/ Não vem se achando bacana/ você é babaca”.
Rita Lee é babaca? Claro que não, mas certamente cometeu uma babaquice. Numa de suas músicas - ‘Você vem’ - ela faz autocrítica antecipada, confessando: “Não entendo de política/ Juro que o Brasil não é mais chanchada/ Você vem… e faz piada”. Como ela é mutante, esperamos que faça um gesto grandioso, um pedido de desculpas dirigido ao povo brasileiro, cantando: “Desculpe o auê/ Eu não queria magoar você”.
A mesma bala do preconceito disparada contra Marina atingiu também a ministra Dilma Rousseff, em quem Rita Lee também não vota porque, “ela tem cara de professora de matemática e mete medo”. Ah, Rita Lee conseguiu o milagre de tornar a ministra Dilma menos antipática! Não usaria essa imagem, se tivesse aprendido elevar uma fração a uma potência, em Manaus, com a professora Mercedes Ponce de Leão, tão fofinha, ou com a nega Nathércia Menezes, tão altaneira.
Deixa ver se eu entendi direito: Marina não serve porque tem cara de fome. Dilma, porque mete mais medo que um exército de logaritmos, catetos, hipotenusas, senos e co-senos. Serra, todos nós sabemos, tem cara de vampiro. Sobra quem?
Se for para votar em quem tem cara de quem comeu (e gostou), vamos ressuscitar, então, Paulo Salim Maluf ou Collor de Mello, que exalam saúde por todos os dentes. Ou o Sarney, untuoso, com sua cara de ratazana bigoduda. Por que não chamar o José Roberto Arruda, dono de um apetite voraz e de cuecões multi-bolsos? Como diriam os franceses, “il péte de santé”.
O banqueiro Daniel Dantas, bem escanhoado e já desalgemado, tem cara de quem se alimenta bem. Essa é a elite bem nutrida do Brasil…

Rita Lee não se enganou: Marina tem a cara de fome do Brasil, mas isso não é motivo para deixar de votar nela, porque essa é também a cara da resistência, da luta da inteligência contra a brutalidade, do milagre da sobrevivência, o que lhe dá autoridade e a credencia para o exercício de liderança em nosso país.

Marina Silva, a cara da fome? Esse é um argumento convincente para votar nela. Se eu tinha alguma dúvida, Rita Lee me convenceu definitivamente.


Por José Ribamar Bessa Freire
Professor, coordena o Programa de Estudos dos Povos Indígenas (UERJ)e pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Memória Social (UNIRIO)

CULINARISTA REGINA DIAS - I



RISOTO DE FRANGO COM ARROZ INTEGRAL

Empolgada com o novo recomeço,resolvi cozinhar para mim. Amor, carinho, coisinhas saudáveis, muito legume, pouca gordura.
Comecei hoje com um arroz integral com peito de frango desfiado, petit-pois, ovo cozido, acompanhado de espinafre.
Acho que vou congelar o que sobrar. Almoço e jantar igual, sem frescura.
Daqui algum tempo terei varios potinhos na geladeira e poderei variar mais.
Vou passar no Mundo Verde e comprar uns ingredientes, tipo arroz integral, macarrão integral, etc
O arroz ficou muito gostoso, da primeira vez demorou e ficou empapado, mas hoje fui colocando a agua aos poucos e tampei a panela enquanto ainda estava com alguma àgua no fundo e ele acabou de secar só no bafo.
Me lembrei que a vovó e da Orminda (empregada antiga da família) que embrulhavam a panela de arroz no jornal, para terminar de cozinhar.
A salada eu compro pronta no Hortifruti, uma beleza, ja picadinha e higienizada.
Não vou me arriscar a grandes pratos mas vou tentar souflés, omeletes de clara, ensopadinhos, sopas e cremes de legumes.
Esta coisa de comprar pronto é muito prático, mas a verdade é que não sabemos o que estamos comendo, e sempre tem muito sódio e outros conservantes.
Vou deixar também gelatina e pudim diet esperando na geladeira aquela vontade de um docinho.
Vejam o prato do almoço, ficou uma delícia e me senti bem alimentada.

RECOMEÇANDO...




Não é fácil dar a mão à palmatória,e ter que recomeçar quase do zero.
Melhor assim, ninguém pensou que ia ser fácil, pensou?
Vocês viram pelos posts que a dieta estava parada, parada.
Então, é claro, engordei o que havia perdido (mais de cinco kilos) e voltei agora, até repensando em tentar uma intervenção mais drástica.
O problema não é "sem-vergonhice" ou "falta de vontade", é muito dificil perder um quilo e muito fácil recuperar dois, enlouquecedor...
Bom agora vamos aos números:

PESO: 126kg (- 1,1 kg)
Faltam 173 dias para 31/12/2010


A coluna voltou a doer, assim como o joelho, estou dormindo pior e sentindo umas tonteiras, que comecei a investigar na sexta feira no Copa D'Or.
Fiz eletrocardiograma, exame de sangue e raio X do peito - estava tudo ótimo.
Esta semana marcarei ginecologista e cardiologista.
Vou deixar o endócrino por último, já comecei a assuntar a tal colocação de anel bariátrico, tenho que dar o braço a torcer que sozinha não está fácil conseguir resultados muito ousados.
O fato é que não são um nem dez, mais cinquenta kilos para eliminar (como aprendi com a Nádia), então vou conversar pra ver este lance das intervenções menos invasivas, como o anel que se coloca no estomago através de endoscopia.
De qualquer forma a dieta vai recomeçar junto com a caminhada, porque é preciso começar a pensar, comer e viver como magro, mesmo se for e principalmente se for fazer a cirurgia.
Acabei de ver um site sobre cirurgia bariatrica muito esclarecedor
http://www.francoerizzi.com.br/obesidade_9.htm
É necessário entender principalmente que não basta a cirurgia e "seus problemas acabaram", e a indicação é para obesidade mórbida IMC acima de 40 (claro que eu tenho, nem precisa fazer as contas) mas com pelo menos duas cormobidades associadas.
O termo comorbidade é formado pelo prefixo latino "cum", que significa contigüidade, correlação, companhia, e pela palavra morbidade, originada de "morbus", que designa estado patológico ou doença. Assim, deve ser utilizado apenas para descrever a coexistência de transtornos ou doenças, e não de sintomas.
Isto é, pelo que compreendi precisa ter duas ou mais doenças associadas à obesidade para ser indicada a cirurgia, graças aos céus esta parte eu pulo, não tenho nenhuma!
No site também fala do que é necessário fazer antes de operar, e um dos itens é emagrecer pelo menos 10% do peso. Então, se eu conseguir emagrecer 12, 13 kilos, aí é que não opero mesmo!
Então, na verdade, vamos seguir a dieta e caminhar rumo aos menos 10%.

domingo, 11 de julho de 2010

EMOTICONS



Adoro estas carinhas simpáticas e este jeitinho da galera novinha se comunicar, rápido, inteligente, simpático.
Quase sempre eu ficava boiando...enigma completo, demorei a perceber que s2 formava um coração! Dãn!
Sou de uma outra época, onde as palavras eram completas aos borbotões, e as emoções muitas vezes ficavam embotadas.
Hoje é pura emoção. Tô afim, mando um torpedo com um emoticon e pronto, já foi!
Não existe tempo pra arrependimentos nem reflexões.
Bom, tenho que estudar estas carinhas, já que minha geração não veio programada para entende-las de cara.
E estou dando uma ajudinha para aqueles que como eu, ficam horas diante dos pontinhos, tentando entende-los.


Definições de Emoticons na internet:

Forma de comunicação paralinguística, um emoticon, palavra derivada da junção dos seguintes termos em inglês: emotion (emoção) + icon (ícone) (em alguns casos chamado smiley) é uma seqüência de caracteres tipográficos, tais como: :), ou ^-^ e :-); ou, também, uma imagem (usualmente, pequena ...
pt.wikipedia.org/wiki/Emoticons

Símbolos gráficos baseados em caracteres comuns, usados para transmitir emoções por meio do correio eletrônico. Por exemplo :-> é um “smiley”, um rosto sorridente, quando visto de lado.
www.sabbatini.com/renato/correio/gloss.htm

[Ing. Acrôn. Emoti (onal) (I)con] (Ícones de emoções). Arranjo de caracteres gráficos (letras, números, sinais de pontuação, de acentuação, etc. ...
www.dicweb.com/ee.htm

sinais montados com caracteres do teclado e usados para expressar emoções
winexperience.wordpress.com/glossrio/

São pequenas imagens para expressar um estado emocional. Este recurso é utilizado para enviar mensagens escritas para ajudar o leitor a entender qual é o seu estado emocional quando enviou uma determinada mensagem. [voltar]
www.saudetotal.com.br/tesechao2/59Glossario.htm

Os emoticons são símbolos usados para expressar emoções que já fazem parte da linguagem da web, seja na comunicação por e-mail ou ainda nas salas de bate-papo. Confira os emoticons mais conhecidos e usados na internet:
www.indaial.com.br/article.php

emoticon - Utilizado para expressar as emoções que acompanham as palavras – aquilo que os antigos chamavam de "expressão facial" –, porém mais divertido.
www.interney.net/blogs/qmat/2008/10/06/glossa_225_rio_interna_233_tico_pa_243_s/

emoticon - s - Carinhas com símbolos usados na Internet para expressar felicidade, tristeza e outros sentimentos.
www.vilavnet.com.br/Glossario.html

emoticon - Pequenos conjuntos de caracteres ASCII que pretendem transmitir uma emoção ou estado de espírito. Devem ser visualizados inclinando a cabeça para a esquerda. Os mais utilizados são: :-) - para expressar felicidade :-( - para expressar tristeza
www.nbz.com.br/links/glossario.htm

: ) Smile Face
; ) Winky Face
:O Surprise Face
(^_-) ~☆ Hey There
(o^_^o) Whoo!
A(^_^;;
=^.^= Happy Cat
=O.O= Shocked Cat
=$.$= Greedy Cat
=T.T= Crying Cat
=V.V= Sleepy Cat
=X.X= Dead Cat
=<.^= Drunk/Wandering Eye Kitteh?
(o’.*#]O=(^.^Q) K.O Emoticon
=~.~= Lazy or Dazed Cat
(>^~^)><(^~^<) Hugle Time
(/)_(\) Scared
(/)_-) Facepalm
(/(^~^)/) Partay
d(^~^)b Happy with headphones
o-(-_Q) Boxer
///_O Emo Hair
(//_-) Emo Hair [2]
o(-(]: Skatista
*\(^_^)/* Líder de Torcida
(~_^)V Vitória!
ლ(╹◡╹ლ) Bixinho Feliz
(♥_♥) Olhos Apaixonados
=[·.·]= Gatinho de LEGO


ACABOU!!! ADEUS JABULANIS E VUVUZELAS!!!!




A Copa do Mundo da Africa do Sul acabou, marcada pela nossa saída precoce, pelo casaco chiquérrimo do Dunga, e por estes insuportáveis objetos acima.
Sim, vamos ver se trituramos e esquecemos estas tais vuvuzelas, que barulho chato, insuportável, em todos os jogos.
Fora que eu não consegui fazer sair nenhum som desta cornetinha dos infernos, por mais força que eu fizesse.
Aqui em casa não tem nenhuma. Proibido.
Jabulani, tem uma. Pequenina. Promoção Visa.
A bolinha quica, faz curvas e adquire velocidades impressionantes.
Vejamos a opinião técnica:
“A bola será mais rápida e fará mais curvas do que a sua antecessora”, diz Derek Leinweber, chefe do Departamento de Física e Química da Universidade de Adelaide que, há seis anos, estuda a aerodinâmica de bolas esportivas.
Sim, o que não foi previsto é que ela faria goleiros engolirem frangos horríveis, jogadores errarem o gol chutando para o alto e além!
Estamos no intervalo do jogo e eu ainda não decidi se torço pra Holanda ou pra Espanha.
Simpatizo mais com...nenhuma das duas.
Está jogando melhor... nenhuma das duas.
Ainda tem o ex-cunhado fdp que era holandês.
Ainda tem as touradas,estupidez ibérica.
Vou lá assistir o segundo tempo, e esperar 2014!
PS: O melhor desta Copa foi o sorriso do Nelson Mandela!

Refletindo sobre a Reencarnação



Andam dizendo que a fila para reencarnação está enorme!
E eu que estava preguiçosamente deixando pra próxima vida um bocado de tarefas a cumprir, estou vendo que tenho que espanar a poeira e começar a trabalhar nesta encarnaçãozinha sem-vergonha mesmo.
Que saco!
Tava eu aqui tomando minha cervejinha de papo pro ar, imaginando se vejo a última partida da Copa do Mundo no Clube ou em casa, se faço massagem ou corto o cabelo, se aproveito e faço as unhas lá mesmo ou vou ao Shopping Leblon ver as modas e trocar o celular e... me vem este palpite de que se eu continuar assim, só engordando, a passagem vem mais rápida e as vagas para o próximo trem para Terra já estão esgotadas até o ano de 2300!
Tô eu tendo que aproveitar esta encarnação mesmo, pois devem ainda me restar uns quarenta aninhos se eu me cuidar direitinho.
Pra começar, emagrecer urgente!
A obesidade abrevia minha estadia e não tô aqui pra perder mais tempo no Copa D'Or, sexta-feira foram quase cinco horas, entre eletro, exames de sangue, raios X...
Livros do Kardec, Chico, Divaldo, este pessoal que dá dicas quentes sobre a vida espiritual, estão acumulando na minha estante, será que vou ter tempo de ler? E entender? Só lá no Centro estou há 5 anos e só estudei dois livros, e entender, entender...
Ei, meu Jesus Cristinho, me dá mais um tempinho, viu?

MEUS TRES AMORES




TÃO BOM PODER REUNI-LOS. BRENO, NINA E NICHOLAS.


sábado, 10 de julho de 2010

SEXY?!



Auto-retrato
Tentativa de ensaio sensual.


Só rindo com as minhas maluquices, cada coisa que se passa nesta cabecinha.
Nunca fui sexy.
Nem quando era jovem, magra, bonitinha.
Era queimada de sol, tostada todos os dias nas areias de Copacabana. A cor era sexy.
Era alta, esguia, bunda e peitos grandes, no biquininho mínimo. O corpo era sexy.
Tinha olhos profundos, lábios carnudos, sombrancelhas grossas. Rosto sexy.
Era muito moleca, usava trancinhas, e depois delas o cabelo bem curtinho.
Roupa, só camiseta, jeans e tamanco Dr.Sholl.
Nunca usava maquiagem ou salto alto.
Nada em mim tinha maldade, era só simplicidade.
Atraía olhares, nem tava...
Sempre distante, com ares de intelectual.
Gostava de ler e sempre carregava um livro. Não era tipo.
Nunca fazia pose. Muito menos pra fotos. Detestava.
Por isso aí vai meu primeiro ensaio sensual.
Foto no espelho. Cabelo desgrenhado. Seios cobertos com as mãos.
Tentativa de olhar 43.
Não, não morram de rir. Precisamos tentar ser o que não fomos para entender melhor como somos.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

A INTERNET E O INUSITADO



ORKONTRO (ENCONTRO PROPORCIONADO PELO ORKUT)DA COMUNIDADE HISTÓRIA E MÚSICA

Esta foto acima é mais uma demonstração do que a internet é capaz de fazer: reunir pessoas tão diferentes em idades, vidas, expectativas,vivendo em cidades distantes, mundos diversos.
Zélia, é de Crato, no Ceará, 4 filhos, 1 neto morando no Rio,a quem veio visitar, professora, artesã, amorosa, delicada, aconchegante, inteligente,apaixonante, segunda vez leitmotiv de encontro do grupo.
Vó Jacy, na casa dos setenta, esta doce e espivitada corintiana é para mim um exemplo e uma motivação na vida há mais de três anos, quando a conheci pelas mãos de outra amiga orkutiana.
Norma Hauer, na casa dos oitenta, conhecedora profunda (livro publicado) da vida e obra de Carlos Galhardo, e mais um cem numeros de histórias reais, vividas e maravilhosamente contadas, com disposição de menina e memória de elefante!
Beth Martins, filha do compositor Roberto Martins, vizinha próxima, mas que só a Comunidades no Orkut aproximou. Ativa,carinhosa, prestativa, adoradora de gatos, o máximo.
E assim eu poderia ficar aqui contando estes encontros inusitados, que tem acontecido na minha vida.
Viajamos juntos.
Vamos à shows, musicais,filmes e passeios.
Tem gente de Minas, do Norte, do Sul, encontros nacionais de pessoas que se gostam e se respeitam por gostarem das mesmas coisas, dos mesmos mestres: música, Noel Rosa, samba, Caymmi, chorinho, história do Brasil.
Posso ficar horas escutando estes sotaques diferentes me falando de modo apaixonado e contando tantas estórias de vida e se aproximando tão intimamente que tenho certeza que já são da família. E assim passam a ser...
Pode ficar lá em casa. A casa está aberta. Como está seu filho? Como ele cresceu!
E a vida fica maior e melhor graças a uma telinha de 17".

quinta-feira, 8 de julho de 2010

SÉRIE DITOS POPULARES - QUEM TEM TELHADO DE VIDRO, NÃO ATIRA PEDRA NO TELHADO DO VIZINHO




Ah, se nós olhássemos no espelho e víssemos a verdade e não aquilo que imaginamos ser.

Perdoar, não criticar, ser misericordioso e indulgente.

Quem atiraria a primeira pedra?

Todos temos nossos telhados bem frágeis,mas como nos apraz olhar os defeitos alheios, criticar, fazer comentários maldosos, apontar o dedo em riste aos defeitos e vícios de outrem.

Subimos no alto do nosso ORGULHO e apontamos pra baixo aqueles pobres mortais cheios de pecados, pecados que JAMAIS teremos, que NUNCA perdoaríamos, que NÃO EXISTE NA MINHA FAMÍLIA.

Ah, se um espelho pudesse refletir nossa mesquinhez.

O perdão cura. O perdão nos redime, nos liberta.

Tire qualquer mágoa ou ódio agora do seu coração. Tenha certeza que estará se livrando de um bocado de problemas e doenças físicas, mentais e ou espirituais.

Pequenos e pobres espíritos compartilhamos na Terra as mesmas dores, ante o menor erro do próximo, estenda sua mão misericordiosa, ampare, enxugue lágrimas alheias, ofereça sua humilde ajuda, palavras fraternas, humildemente também recebamos o apoio e o amparo dos que nos cercam, e perdoemos também as nossas próprias faltas.

Assim praticando a maior das caridades, o Perdão, seguiremos mais leve pelo caminho, com a certeza de também estarmos sendo perdoados.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Piadinhas - CERVEJA CERVEJA



Chega de papo sério.

Pensem bem, só homens conseguem transformar qualquer coisa num motivo pra beber.

- Cara! Acabei meu namoro. (cerveja)
- Cara! Voltei o namoro. (cerveja)
- Minha mulher viajou. (cerveja)
- Vou casar. (cerveja)
- Tô me separando. (mais cerveja ainda)
- Vai passar na ESPN a reprise da final do campeonato de corrida de bagre entre as Ilhas Bora Bora, e as Ilhas Fui Fui. (cerveja)
- Ei! Peguei a gostosa do setor pessoal. (cerveja)
- Ressaca da porra!!!!! (cervejinha pra lavar)
- Praia. (cerveja)
- Serra. (cerveja)
- Campo. (cerveja)
- Vou almoçar com a galera do trabalho. (cerveja)
- Vou pra faculdade. (cerveja)
- Vou fazer trabalho da faculdade. (churrasco e cerveja)
- Faz 3 semanas que o Sultão de Dubai declarou seu 85 casamento. (cerveja)
- Sexta-feira!!!! Mais uma semana se foi, vamos tomar só uma geladinha…. (grades e mais grades de cerveja)

Cerveja é algo nosso, um terreno que as mulheres podem e invadem vez por outra, mais como um bom terreno é seguro, cercado e produtivo. Nunca, nunca mesmo, poderá ser declarado seu uso capeão.

Não, eu não concordo com o texto. Pelo menos não o texto todo. kkk

fonte do texto: entrerios.wordpress.com

Antes de terminar o post, quero deixar que homens e mulheres têm a mesma FRESCURA PRÉ-PORRE. Antes de começar a beber dizem:

- Não, não. Essa não. Eu só bebo Skol.

- Vixe. Cintra me dá dor-de-cabeça. Eu só bebo Brahma.

- Sai fora, Bavavia é muito braba. Compra uma Antarctica.

Depois de umas 5 ou 6 latinhas já nem sabem mais o que estão bebendo.

MARINA SILVA



Retirado do site de Campanha da Marina.
AQUI ESTÃO 12 RAZÕES PARA VOCÊ USAR QUANDO PRECISAR EXPLICAR RAPIDAMENTE POR QUE VOTAR EM MARINA SILVA.

1 - Tem causa
A causa de Marina Silva é a causa do planeta, da qualidade de vida tanto hoje quanto no futuro. É a nossa causa, dos nossos filhos, dos nossos netos, de toda a nossa descendência.
2 - Quer desenvolvimento
Marina Silva está em sintonia com os desafios do século 21. Ajudará o Brasil crescer, mas sabe que o crescimento é só uma ferramenta para que o país atinja o desenvolvimento econômico, social, ambiental e cultural.
3 - Conhece a pobreza
Marina é Silva.Como a maioria das gentes no Brasil, nasceu pobre. Com força de vontade, com escola e com a ajuda de pessoas boas, superou tudo.
4 - Valoriza a educação
Alfabetizada aos 16 anos, tornou-se professora, vereadora, deputada estadual, senadora e ministra.Sabe da importância da educação. Seu projeto transformará o Brasil num país do conhecimento.
5 - Dará oportunidades para todos
Marina Silva oferece ao país a terceira geração dos programas sociais, com a capacitação e a inserção dos beneficiados no mercado de trabalho, de acordo com os potenciais de cada família.
6 - É verde
Marina Silva alia visão da qualidade de vida com a necessidade da preservação ambiental. É uma das 50 personalidades que podem salvar o planeta, de acordo com o jornal britânico The Guardian.
7 - Tem capacidade de gestão
Tranquila, mas firme, Marina Silva possui enorme competência. Foi sob sua batuta no governo Lula que o país diminuiu de forma drástica o desmatamento na Amazônia. O Brasil não precisa de gerente. Precisa de uma líder com visão de futuro, como Marina Silva.
8 - Tem equipe
Desde seu primeiro cargo, Marina Silva sempre se cercou de pessoas inteligentes, modernas e eficientes. É um imã de pessoas honestas e boas.Marina atrai competências.
9 - Nova forma de governo
Marina Silva não governa com apaniguados nem sob a influência das indicações políticas. Sabe ouvir, governa com a ajuda de especialistas, de técnicos. Pretende unir no governo o lado bom de cada administração pública.
10 - É sucessora
Marina Silva integra os avanços dos governos FHC e Lula.É o passo adiante para superar as deficiências que persistem no país.Não é uma opositora, que rejeita tudo, nem uma continuadora, que vê tudo positivo.É uma sucessora.
11 - Combate ao desperdício
Marina Silva tem história para combater a corrupção, para acabar com o loteamento dos órgãos públicos, para acabar com o desperdício do dinheiro público, do capital humano, das oportunidades, dos recursos naturais.
12 - É mulher
Marina Silva está em sintonia com o século 21. Ela acolhe e estimula o diálogo. É um novo modelo de liderança, que integra razão e emoção. Será a primeira mulher a cuidar do Brasil.
---------------------------------------------------------------------------------
Pronto, digo que não vou votar mais, que não acredito em mais nada, que político é tudo igual, vamos votat nulo, etc, etc,etc
E me pego fazendo campanha descaradamente.

terça-feira, 6 de julho de 2010

SÉRIE DITOS POPULARES - PAU QUE NASCE TORTO MORRE TORTO



Nascemos assim predestinados,tortos ou retos, para todo o sempre?
Pra que a vida?
Não nos é a bendita encarnação oportunidade de mudanças.
Diz uma conhecida minha que a cada encarnação desenvolvemos o tamanho de um palito de fósforo...deitado.
Desanimador, né?
Quando vejo o comportamento da maioria das pessoas idosas que conheço, convivo ou esbarro por aí... me parece que o ditado é correto, não parecem ter aprendido nada nestes setenta, oitenta anos que passaram por aqui.
Devo estar enganada, devo ser mais indulgente e misericordiosa com a humanidade.
A música do Tcham não me sai da cabeça: "Pau que nasce torto nunca se endireita..."
Como escrever com seriedade pensando no segura o tchan, amarra o tcham...
Como é dificil mudar um comportamento, sofremos, sabemos o que é o melhor, a razão nos aconselha,mas por mais que lutemos com nossos defeitos e vícios, lá vem eles se repetindo por toda a vida.
Rezamos, não nos deixeis cair em tentação... e lá estamos de novo,errando.
Ensinamos pros filhos o certo, aos alunos, aos mais novos, lições que sabemos de cor, e envergonhadamente nos repetimos em erros grosseiros, em comportamentos infantis, em situações que não nos deixam orgulhosos.
Com que tenacidade nos agarramos, nos escondemos ou defendemos nossos defeitos.
Vigiai e orai.
Temos que estar vigilantes ao nosso comportamento 24 horas, não olhemos o que fazem os vizinhos, prestemos atenção a cada momento de nossa vida, tentando acertar o curso dos vetores que nos colocam na linha reta,em momentos cada vez mais breves.
Acredito que podemos mudar.
A tarefa não é fácil.
Lembrei de outra canção, muito melhor, "É preciso estar atento e forte, não temos tempo de temer a morte..."

Sobre o twitter




Não sei tuitar.
Tenho twitter, acho uma graça esta imagem de passarinho bicando em tudo, mas...

Já bisbilhotei uns perfis por aí, já tentei entender mas...

Não tenho este celular chique com internet.

Não sei falar, nem escrever pouco.

140 caracteres, só??????

Talvez ainda me renda a esta comunicação super ligeira, talvez já tenha passado da idade hehehehe

Não tenho mais galera,tchurma, pessoal, será isso?

Gosto da imagem, como já falei acima, imagino o passarinho curioso, rapidinho, olhando aqui e acolá.

Dá uma decepcionada ver celebridade virando amiguinha no twitter, tão comunzinha falando, tô gripada, tô com hernia de disco, estou em São Paulo, estou no Rio...

Gente que a gente admira devia ficar lá, naquele pedestal, inalcansável, com pose e fala estudada, escrevendo se for escritor, jornalista, cantando se for cantor, atuando se for ator...

Será que vou me render ao Twitter um dia? Difícil...

Esta eu adorei...

Politicando...



Acabada a Copa, pelo menos pra nós, é hora de pensar nas eleições que se aproximam.
Hoje em dia, não sou nem um espectro do que fui nos bancos da faculdade, curti política, época de Diretas já!, estudei, fiz greve, fui representante do DCE, fiquei acampada em reitoria, usava estrelinha do PT no peito.
Anos se passaram nem eu sou o que fui, muito menos o Lula e o PT!
Vou votar na Marina, já esclarecendo.
Mas é bom dar uma olhadinha nos numeros pra que a gente não precise engolir o Serra.



A diferença é muito grande... É bom lembrar.
LEIAM O QUE FOI PUBLICADO NO JORNAL THE ECONOMIST


The Economist publicou!

Situação do Brasil antes e depois:

Nos tempos de FHC ----- Nos tempos de LULA
Risco Brasil -- 2.700 pontos ----- 200 pontos

Salário Mínimo -- 78 dólares ------ 210 dólares

Dólar -- Rs$ 3,00 ----- Rs$ 1,78

Dívida FMI-- Não mexeu ----- Pagou

Indústria naval-- Não mexeu ----- Reconstruiu

Universidades Federais Novas -- Nenhuma ----- 10

Extensões Universitárias -- Nenhuma ----- 45

Escolas Técnicas -- Nenhuma ----- 214

Valores e Reservas
do Tesouro Nacional -- -185 Bilhões de Dólares ----- + 160 Bilhões de Dólares

Estradas de Ferro -- Nenhuma ----- 3 em andamento

Estradas Rodoviárias -- 90% danificadas ------ 70% recuperadas

Industria Automobilística -- Em baixa, 20% ------ Em alta, 30%

Taxas de Juros SELIC -- 27% ----- 11%

Empregos -- 780 mil ----- 11 milhões

Mercado internacional-- Brasil sem crédito ---- Brasil reconhecido como
investment grade

domingo, 4 de julho de 2010

NÃO AOS REFRIGERANTES!


Fui viciada em Coca-cola durante muito tempo, bebia todos os dias no almoço, lanche, jantar.
Demorei muito a conseguir me livrar da Coca-cola.
Hoje ainda escorrego de vez em quando, mas estou tentando parar totalmente, coisa que meu filho já conseguiu, ele só bebe chá gelado ou guaraná natural, ou sucos (Mate, Nestea, Lipton, Ice tea, Guaraplus).
Este e-mail que recebi, vem a ser mais um incentivo para a mudança.




**O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ ACABA DE BEBER UM REFRIGERANTE**

Base 1 lata padrão

Primeiros 10 minutos:
10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente.
Você não vomita imediatamente pelo doce extremo, porque o ácido fosfórico corta o gosto.

20 minutos:
O nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina.
O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura.
(É muito para este momento em particular.)

40 minutos:
A absorção de cafeína está completa.
Suas pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde
bombeando mais açúcar na corrente.
Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados para evitar tonteiras.

45 minutos:
O corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de
prazer do corpo. Fisicamente, funciona como com a heroína.

50 minutos:
O ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino
grosso, aumentando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros
adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina.

60 minutos:
As propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina.
Agora é garantido que porá para fora cálcio, magnésio e zinco, os
quais seus ossos precisariam.
Conforme a onda abaixa você sofrerá um choque de açúcar..
Ficará irritadiço. Você já terá posto para fora tudo que estava no refrigerante,
mas não sem antes ter posto para fora, junto, coisas das quais farão falta
ao seu organismo.
Pense nisso antes de beber refrigerantes.
Se não puder evitá-los, modere sua ingestão!
Prefira sucos naturais!!!
Em sendo possível, dê preferência por aqueles que se vê as frutas
(de boa procedência) sendo preparadas.
Seu corpo agradece!*

Esta não é uma campanha para prejudicar a venda deste ou daquele refrigerante, mas sim, uma Campanha pela Saúde; sua e do seu bolso, que deixará de comprar muitos remédios....

SEM COMENTÁRIOS.

sábado, 3 de julho de 2010

MINHA AVÓ CHAMAVA ROSA



VOVÓ ROSA - NASCIDA EM 03/04/1900

Adoro esta foto dela, novinha cercada por rosas brancas, foto do inicio do século passado.
Não sabemos como somos felizes hoje por poder preservar em foto, vídeos, DVDs, cada sorriso de nossos filhos, pais, avós, amigos, namorados, cada momento de emoção, cada bobagem que nos dá na cabeça clicar.
Tenho poucas fotos da vovó Rosa, da vó Zezé, acho que nenhuma, nem do Vô Inácio, até do meu pai são só algumas.
Eu menina e adolescente, também tenho poucas.
Mas este post é sobre minha vó Rosa, e não sobre fotos.
Vovó era especial, contraditóriamente doce e enérgica, vaidosa e humilde.
Ninguém cozinhava ou cozinhará como ela.
Do nada fazia um bolinho, pra tomar com chá nas tardes da minha infância.
Bolinho de chuva.
Até a maçã que ela me dava ao passar pelas suas mãos amorosas ficava mais gostosa.
Era toda Amor, sem ser dengosa, dava broncas amorosamente, falava sério, puxava o cabelo pra fazer trancinha, ficava com os olhos azuis ou verdes marejados de lágrimas por qualquer coisa. Tinha uma atitude forte e dura diante da vida, e era tão frágil e doce por dentro.
Adivinhava nossas vontades, tinha sempre uma balinha, um sorriso.
Usava diariamente meias finas, rede no cabelo grisalho, cheirinho de alfazema, cilion nos olhos,sabonete Phebo.
Só ia a médico homeopata, tinha fé, ia menos a missa,nunca a vi rezar. Acho que já tinha um pacto com Deus, quem amava as pessoas daquele jeito tão especial não precisava rezar.
Escutava radio, deitadinha na cama. Fazia crochê, um monte de quadradinhos.
Ensinou pra mim com paciencia, os primeiros pontos, aquela trancinha comprida que não acabava mais...
Estava sempre aberta a porta da casa, e a mesa sempre posta pra mais uma visita, que não paravam de chegar: vizinhos,amigos, parentes de fora - todos queriam estar ao seu lado e poder usufruir da sua comida e dos seus conselhos.
Como senti a sua morte, ou melhor, quando ela morreu pra mim - ela ficou mais de um ano no hospital e eu nunca ia visita-la, doía demais - então, me lembro do dia em que voltando do cursinho de inglês pela manhã, soube que iríamos correndo à Minas.
Vovó na véspera tinha ido de ônibus levar minha prima Odila, que passara as férias conosco, no caminho o onibus quebrou, ela ficou nervosa, teve um AVC.
O coração forte demorou a parar mas naquele dia,mais de um ano antes, eu perdi a minha vó, e pela primeira vez sofri de verdade uma perda, como até hoje, uns trinta e tantos anos depois, ainda não tive igual.